Sistema de custeio ABC

Sistema de Custeio ABC: Controle Financeiro Empresarial

O sistema de custeio ABC ou Custeio baseado em atividade é um método de custeio que foi desenvolvido por Kaplan e Cooper (1998, p. 15) para lidar com as fraquezas percebidas do método de custeio tradicional por absorção. O sistema de custos ABC ou sistema de Custeio baseado em atividades é derivado do Inglês Activity Based Costing (ABC).

Custeio por absorção – Problemas

O tradicional sistema de custeio por absorção é baseado no princípio de que as despesas gerais de produção são guiadas pelo nível de produção.

Isso se reflete na escolha do nível de atividade no cálculo da taxa de absorção – unidades padrão: Horas de trabalho ou horas-máquina. Todas estas variáveis aumentam à medida que o nível de produção incrementa. Isto era verdade no passado, porque as empresas só produziam um produto singular ou alguns produtos simples e similares.

No entanto, os seguintes pontos são relevantes e passíveis de observação:

  1. As despesas gerais usadas no sistema de custeio podem ser pequenas quando relacionadas a outros custos na fabricação tradicional. Por outro lado, os custos indiretos de produção, como a depreciação das maquinas, terão sido uma pequena parcela dos custos totais. Isso ocorre porque a produção foi mais intensiva em mão de obra e, como resultado, os custos diretos teriam sido muito maiores do que os custos indiretos. A estimativa das despesas de produção por unidade foi, portanto, muito bem.
  2. Os custos indiretos correspondem agora a uma maior proporção dos custos totais da produção moderna.

Com o progresso tecnológico a Manufatura tornou-se mais intensa no uso do Capital, como um resultado, a proporção dos custos indireto sem comparação aos custos diretos, aumentou. Portanto, é importante que uma estimativa acurada seja feita dos custos de produção por unidade.

A natureza da manufatura foi transformada. Atualmente muitas empresas foram obrigadas a operar em ambientes altamente competitivos e, como resultado, a diversidade e complexidade dos produtos têm aumentado.

O custeio ABC é um método para o desenvolvimento de estimativas de custos na qual o projeto está subdividido em atividades quantificáveis distintas em um centro de custos.

A atividade deve ser definida onde a produtividade pode ser medida em unidades (por exemplo, o número de amostras versus horas-homem trabalhadas). Depois que o projeto é dividido em suas atividades, uma estimativa de custo é preparada para cada atividade.

Esta estimativa de custos individual conterá todo o trabalho, materiais, equipamentos, custos com mão de obra terceirizada, incluindo despesas gerais e financeiras, para cada atividade.
Cada estimativa individual completa é adicionada a outras para obter uma estimativa geral. Contingências e incrementos podem ser calculados para cada atividade ou após todas as atividades serem somadas.

O custeio ABC é uma ferramenta poderosa, mas não é adequada para todas as estimativas de custo. Este artigo faz um resumo do método ABC e discute usos aplicáveis desta ferramenta.
O Sistema de Custeio ABC versus o sistema de custeio por absorção

O Custeio baseado em atividades faz um contraponto ao sistema de custeio tradicional por absorção.

No mundo dos negócios são premissas universalmente aceitas que clientes com elevado volume de negócios são clientes rentáveis, que um cliente fidelizado é também um cliente rentável e que os lucros acompanharão os clientes felizes.

Estudos sobre rentabilidade dos clientes têm esclarecido que as ideias acima nem sempre podem ser consideradas como verdadeiras. O Sistema de custos ABC é um modelo de custeio que identifica centros de custos em uma organização.

O custeio ABC aloca custos aos serviços e produtos, cujo processo é denominado “Cost drivers” ou direcionadores de custo; Isto se baseia no número de eventos de transações que estão acontecendo no processo de fornecimento de produtos ou serviços.

Como resultado, o gerenciamento baseado em atividades pode apoiar os gestores a identificar como maximizar o valor para o acionista e como o desempenho das empresas pode ser incrementado. Ao longo do tempo, os modelos contábeis de custos relacionam custos indiretos baseados em volumes.

Custo total de produção por unidade usando o sistema de custeio ABC

Para realizar esta tarefa são exigidos cinco passos básicos

Passo 1: Os gastos de produção organizados em grupos de atividades, de acordo com a forma como eles são direcionados.
Um centro de custos é uma atividade que consome recursos e para as quais os custos indiretos são identificados e alocados. Para cada centro de custos, deve haver um direcionador de custos. O termo “Atividade” e “Centro de custo” são frequentemente usados como sinônimos.
Por exemplo, uma atividade poderia ser o “controle de qualidade”.

Passo 2: Identificar os fatores de custo para cada atividade, ou seja, quais as causas para que esta atividade de custos aconteça;
Um direcionador de custos é um fator que influencia (ou direciona) o nível de custo.

Por exemplo, poderíamos argumentar que o custo de controle de qualidade é impulsionado pelo número de inspeções realizadas, ao invés de o número total de unidades produzidas.

Passo 3: Calcular uma taxa de absorção para cada atividade.
A taxa de absorção dos custos indiretos é calculada da mesma forma que a taxa do custeio por absorção. No entanto, a taxa de absorção dos custos indiretos será calculada para cada atividade. Tomando o custo por atividade e dividindo pela informação do direcionador de custos.

Por exemplo, poderíamos determinar que o custo de inspeção fosse o direcionador para os custos de controle de qualidade.

Passo 4: Absorver os custos da atividade dentro do produto.
Os custos da atividade devem ser absorvidos de volta aos produtos individuais.
Por exemplo, se nós soubermos quantas inspeções foram feitas no produto “Z”, então podemos absorver uma quantidade correspondente de custos de controle de qualidade.

Passo 5: Calcular o custo total de produção por unidade e / ou o lucro ou prejuízo.
Os custos totais de atividade podem ser agregados aos custos do trabalho e materiais como normal.

Para entender mais sobre custos , por favor leia nosso artigo que trata da análise do ponto de equilíbrio.

Análise de custos: Benefícios do custeio baseado em atividades.

Custeio por atividades – Benefícios:

  •  A metodologia de custeio ABC reconhece que os custos indiretos não são todos relacionados com a produção e volume de vendas
  • Em muitas empresas, os custos indiretos são uma parte significativa dos custos totais, e gestão precisa entender os direcionadores de custos indiretos, a fim de gerenciar corretamente o negócio. Os custos indiretos podem ser controlados através da gestão de direcionadores de custos.
  • Identificar clientes, produtos e canais mais rentáveis.O método de custeio ABC oferece um custo mais assertivo por unidade. Como resultado, os preços, a estratégia de vendas, a gestão do desempenho e tomada de decisão devem ser melhoradas.
  • Identificar clientes, produtos e canais menos rentáveis.
  • Determinar os verdadeiros contribuintes e os detratores na formação do desempenho financeiro.
  • Fazer previsões precisas dos custos, lucros e necessidades de recursos associados a mudanças nos volumes de produção, estrutura organizacional e os custos de recursos.
  • identificar facilmente as causas chave de um problema de desempenho financeiro paupérrimo.
  • Os custos de controle de atividades e processos de trabalho;
  • Equipe de gestores com inteligência de custos para simular melhorias
  • Facilitar o melhor mix de marketing.
  • Reforçar o poder de negociação com o cliente
  • Conseguir melhor posicionamento de mercado para os produtos.
  • O custeio ABC pode ser aplicado para derivar os custos realísticos em um ambiente de negócios complexo.
  • O sistema de custos ABC pode ser aplicado a todos os custos indiretos, e não apenas a despesas de produção.
  • O sistema ABC pode ser usado com a mesma facilidade em custeio de serviços como no custeio de produtos.
  • Com o custeio baseado em atividades, os custos para servir um cliente podem ser verificados de forma individual. Ao subtrairmos o custo do produto e o custo para servir cada cliente, é possível chegarmos à rentabilidade do cliente.
  • Este método de lidar com custos do cliente segregando-o do custo do produto permite a identificação da rentabilidade de cada cliente individual e posicionam o produto e serviço de forma adequada.

Desvantagens do custeio ABC:

  • O sistema ABC será de benefício limitado se os custos indiretos forem principalmente relacionados com o volume ou se a despesa geral for uma pequena parte do custo total.
  • É impossível alocar todos os custos indiretos para atividades específicas.
  • A escolha de ambas as atividades e direcionadores de custos podem ser inapropriados.
  • Pode ser mais complexo para explicar o sistema de custeio ABC aos stakeholders.
  • Os benefícios obtidos a partir do sistema de custeio ABC pode não justificar os custos com sua implantação.
  • Outros sistemas podem precisar ser mudados – por exemplo, como as variações são calculadas.

O custeio ABC e o Kaizen

A implantação do sistema de custos ABC, contribui para que os empregados compreendam os vários custos envolvidos no processo produtivo. Isto faz com que estejam aptos a examinar os custos identificando atividades que agregam valor para negócio fazendo com que a empresa alcance um custo justo para alocar seus produtos ou serviços no mercado.

Finalmente, baseado nisto, melhorias contínuas podem ser implantadas e benefícios podem ser realizados.

Este é um processo de melhoria contínua em termos de análise de custos para reduzir e eliminar as atividades que não agregam valor ao negócio e produzir uma eficiência geral na empresa.

Sistema de custeio ABC pode ajudar empresas alocar no mercado produtos de melhor qualidade a preços competitivos.

Analisando-se a margem de contribuição do produto e rentabilidade do cliente, o método ABC contribui efetivamente para o processo decisório pela alta gestão.

Com o sistema de custos ABC. Empresas são capazes de melhorar a sua eficiência e reduzir custos, sem renunciar o valor para o cliente. Muitas empresas também usam o sistema ABC como a base para o Balanced Scorecard.

Isto também permitirá às empresas modelar o impacto da redução de custos e, subsequentemente confirmar que estas reduções foram alcançadas em todos os centros de custo da organização. O Custeio baseado em atividades (ABC) é um método dinâmico de melhoria contínua.

Com custeio baseado em atividades, qualquer empresa pode ter um ganho de competitividade em custos embutido. Então, ele pode agregar continuamente valor para seus Stakeholders e clientes.

Por favor conheça mais nosso artigos no portal Peritia Econômica.

Bibliografia
KAPLAN, R. S.; COOPER, R.. Custo & Desempenho: Administre seus custos para ser mais competitivo. 2ª. ed. São Paulo: Futura, 1998.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *