Ponto de equilíbrio

Análise do Ponto de Equilíbrio

O ponto de equilíbrio acontece em geral no momento da fase de expansão do negócio onde os ganhos obtidos pela empresa são exatamente iguais aos gastos.

O ponto de equilíbrio representa o momento quando o investimento irão gerar retornos positivos. O ponto de equilíbrio ocorre no momento onde vendas ou receitas e as despesas são iguais. Ou também pode ser classificados com o momento em que as receitas totais são iguais aos custos totais.

No ponto de equilíbrio não existirão lucros ou perdas incorridas. Isso é relevante para qualquer empreendedor que administra um negócio, dado que ponto de equilíbrio é o limite inferior dos lucros quando os preços são fixados e margens são determinadas.
Caso o seu negócio consiga hoje alcançar o ponto de equilíbrio, isto não vai garantir o ressarcimento das perdas que aconteceram no passado e muito menos irá constituir reservas para contingências futuras. E, fundamentalmente, não fornece o retorno sobre o investimento. Simplesmente nos diz que estamos tendo lucro zero ou não estamos perdendo.

O método do ponto de equilíbrio tem sido usado para produtos, serviços, investimentos ou a operação de toda a empresa e também é utilizado no mercado das opções.

No mercado de opções, o ponto de equilíbrio é o preço de mercado que uma ação deve atingir (strike ou preço de exercício) para evitar que as opções pagas pelos compradores, tanto a call (opção de compra) como a PUT (opção de vendas) virem pó, ou seja, não possam ser exercidas por estar out of Money ou fora do preço.

A relação entre custos Variáveis, Custos fixos e retornos.

A análise do Ponto de equilíbrio é uma ferramenta útil para estudar a relação entre custos variáveis, fixos e os retornos. O ponto de equilíbrio indica o momento em que um investimento irá gerar um retorno positivo. Pode visualizados graficamente ou por meio da matemática simples.

O Break even point calcula o nível de produção a um determinado preço necessário para suportar todos os gastos. A análise do Ponto de equilíbrio calcula o preço necessário a um determinado nível para superar todos os custos incorridos na produção.

Os custos fixos passam a existir imediatamente após a decisão de entrar em um novo negócio. Os custos fixos são aqueles que não estão diretamente relacionados com o nível de produção. Para encontra-los basta imaginar sua empresa aberta e de repente por qualquer motivo não consegue produzir qualquer produto ou serviço. A resposta â pergunta: Quais custos continuariam a serem exigidos se a minha produção estivesse parada? Estes são os custos fixos de sua empresa.

Custos fixos podem incluir, mas não estão limitados a alugueis, energia do edifício, agua para consumo, segurança, despesas de escritório, pessoal administrativo não ligado à produção ou vendas, depreciação de equipamentos, despesas com juros, impostos e gastos gerais. Custo fixo total é a somatória de todos os custos fixos.

Os custos variáveis ampliam-se ou reduzem-se em relação direta com o volume de produção. Entre estes se incluem o custo das mercadorias vendidas e despesas de produção, tais como mão de obra e custos de energia elétrica (ligada à produção), alimentos, combustível, irrigação e outras despesas diretamente relacionadas com a produção de um bem, serviço, etc. Os custos variáveis totais (CVT) são a soma dos custos variáveis para o nível especificado de produção. A Média dos custos variáveis são os custos médios variáveis por unidade de produção.

A análise do ponto de equilíbrio não pode ser confundida com o período de payback, ou seja, do tempo necessário de maturidade para retorno de um investimento. O payback é calculado em tempo (meses, anos) e vai demonstrar quando os lucros conseguem “empatar” com o valor investido.

Analisando sob a ótica do gerenciamento baseado em valor, um ponto de equilíbrio deve ser caracterizado como o nível de lucro operacional a qual o negócio e/ou o investimento está ganhando exatamente a taxa mínima de retorno aceitável. Ou seja, o seu custo total de capital.

Cálculo do Ponto de Equilíbrio

PE = CFT/ (PVUP – CVUP)

Onde:
PE = Ponto de Equilíbrio
CFT = Custo Fixo Total
CVUP = Custos Variáveis por unidade de produção
PVUP = Preço de Venda por unidade de Produção

Vantagens da análise do Ponto de Equilíbrio

A principal vantagem da análise do ponto de equilíbrio é que explicar a relação existente entre custo, produção e retornos.

A análise do ponto de equilíbrio pode ser expandida para mostrar como as mudanças nos custos variáveis e fixos relacionam-se com os preços das mercadorias ou com as receitas.
A análise do Break even point vai afetar os níveis de lucro e até mesmo eventuais pontos de equilíbrio para cada nível de produção. A análise do ponto de equilíbrio nos indica a menor quantidade ou volume de negócios e/ou vendas necessárias para não termos prejuízos.

Restrição e limites da Análise do Break Even Point

É mais apropriada para a análise de um produto por vez. Pode ser difícil classificar um custo variável como sendo totalmente variável ou completamente fixo e pode existir uma tendência de continuidade para usar a análise do ponto de equilíbrio mesmo quando os custos e a função consumo tiverem cambiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *