O que é filosofia lean ou lean thinking?

O que é Filosofia Lean?

A ideia central da filosofia Lean (enxuto) é ampliar o valor do consumidor, minimizando os desperdícios.

Em resumo: o Lean agrega maior valor para os clientes utilizando menos recursos.

Uma organização enxuta entende o valor agregado ao cliente e foca seus processos-chave para continuamente ampliar este valor. A meta final é fornecer um valor perfeito para o cliente através de um processo perfeito de criação de valor que tem alvo “atingir zero de resíduos” ou buscar o “defeito zero”.

Para atingir a meta de “defeito zero”, o pensamento Lean (enxuto) muda o foco da gestão de otimização de tecnologias separadas, ativos e departamentos verticais (Burocracia) para a otimização da cadeia de serviços e produtos através da transmissão total do valor que flui horizontalmente através de tecnologias, ativos e departamentos para os clientes (gestão de processos).

Eliminar resíduos ao longo de toda a cadeia de produção, em vez de pontos isolados, cria processos que necessitam de menor esforço humano, menor espaço, menor quantidade de capital, e menor tempo para produzir serviços e produtos a um custo menor e com muito menos defeitos, comparativamente com os tradicionais sistemas de negócios.

As empresas são capazes de responder às mudanças nos desejos dos clientes com elevada variedade, alta qualidade, baixos custos, e com menor tempos de processamento. Além disso, o gerenciamento da informação torna-se muito mais simples e mais preciso.

Lean Manufacturing para a produção e os serviços

É um grande equívoco pensar a filosofia lean é apropriada apenas para a manufatura. Isto não é verdade. A filosofia Lean tem campo de aplicação em todos os negócios e em cada processo organizacional.

A Filosofia Lean ou Lean Manufacturing não é um programa de redução de custos ou um modelo tático de atuação na empresa, mas uma forma de pensar e agir de uma organização inteira.

As empresas de todos os segmentos de negócios, incluindo Bancos, empresa de cuidados pessoais e governos, estão usando o pensamento Lean como a forma de pensar e agir.

Muitas organizações optam por não usar a palavra lean (enxuto), mas rotulam o que eles fazem como seu próprio sistema, tais como o Sistema de Produção Toyota ou o Sistema de Negócios Danaher. Por quê?

Para levar a termo que a filosofia Lean não é um programa ou um programa de redução de custos de curto prazo, mas a forma como a empresa pensa e opera.

A palavra transformação ou transformação lean é muitas vezes utilizada para caracterizar uma empresa que se desloca de uma velha maneira de pensar para a filosofia lean ou do pensamento enxuto.

Ela exige uma completa transformação na maneira como a empresa conduz seus negócios e isso conduz a uma perspectiva de longo prazo e perseverança.

O termo “lean” foi cunhado para descrever os negócios da Toyota durante o final de 1980 por uma equipe de pesquisadores liderados por Jim Womack, Ph.D., pelo Programa Internacional de Veículos Automotores do MIT – Massachussets Institute of Technology.

As características de uma organização e de uma cadeia de suprimentos enxutas foram descritas em “Lean Thinking”, por Womack e Dan Jones, fundadores do Lean Enterprise Institute e da Lean  Enterprise Academy (UK), respectivamente.

Enquanto existem muitos bons livros sobre técnicas Lean, O pensamento Lean permanece como um dos melhores recursos para compreender “o que é lean?” (O que é filosofia enxuta?) porque descreve o processo de pensamento, princípios-chave abrangentes que devem conduzir suas ações quando da aplicação de técnicas e ferramentas lean.

Jones e Womack recomendam que os gerentes e executivos embarquem no pensamento transformador lean relativamente aos três P’s ou três questões negociais principais que devem conduzir a transformação de toda uma organização: Propósito, Pessoas e Processos.

Propósito: Qual o problema do cliente a empresa irá resolver para atingir seus próprios objetivos de prosperar?

– Processos: Como irá a organização avaliar cada grande fluxo na cadeia de valor para garantir que cada passo é relevante, eficaz, disponível, apropriado, flexível, e no total, os passos são ligados pelo fluxo: puxar e nivelamento?

Pessoas: Como a empresa pode garantir que cada processo relevante tenha uma pessoa com a responsabilidade de analisar continuamente a cadeia de valor, em termos de objetivo do negócio e da filosofia lean? Como as pessoas podem conduzir o fluxo de valor na cadeia completamente engajadas em operacionalizar corretamente este fluxo e focadas em melhorias contínuas (Kaizen)?

“Da mesma forma que escultor necessita de uma visão daquilo o que pretende construir a fim de obter os benefícios da talhadeira e do martelo, pensadores Lean necessitam de uma visão antecipada para utilizar as ferramentas lean”, disse Womack. Pensar profundamente sobre o propósito, processo, as pessoas são a chave para que isto aconteça.”.

A Peritia Econômica é formada por gestores Seniores com larga experiência em gestão. Caso sua empresa deseja mais informações sobre o Lean Thinking por favor contate-nos.

Caso tem gostado deste artigo por favor visite nosso site Peritia Econômica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *